Loading...

Como se Tornar um Pianista Melhor

Pessoas que tocam piano – tanto os iniciantes quanto os avançados – têm o desejo de melhorar cada vez mais o seu desempenho. Todos visam um progresso ambicioso, mas muitos se decepcionam quando percebem que o mesmo está indo a passos de lesma. Este artigo lhe ensinará os melhores métodos para se tornar um pianista melhor, e dará dicas para usar enquanto pratica.

1) Tente praticar mais ou menos uma hora por dia, ou meia hora caso você seja muito ocupado(a) e não tenha tempo.

2) Sempre que você tiver um tempo sobrando, faça um treino extra. Por exemplo, nos finais de semana você pode praticar duas, três ou até mais horas. Isto é muito útil, porque tira você da rotina de tocar piano e lhe permite praticar mais e aperfeiçoar as peças que você já sabe.

3) Ouça a música ou peça que pretende tocar. Por exemplo, se você estiver vendo aulas de piano e está prestes a tocar uma nova peça, tente pesquisar na internet vídeos ou músicas e ouça como ela soa. Isto pode ser muito útil, pois ensina como uma música é tocada e permite reconhecer a “emoção” que a peça passa.

4) Tente não olhar para a dinâmica de uma peça como regras que você não pode quebrar. Por exemplo, se a peça começa com um ‘mp’ (mezzo-piano) significa apenas moderadamente suave; estas dinâmicas não têm níveis de volume específicos. Se você estiver praticando, não precisa tocar exatamente como ordenado – só o(a) fará ter dificuldade em ouvir a si mesmo. Você só deve tocar da forma descrita quando estiver tentando tocar corretamente pra valer.

5) Pratique leitura à primeira vista (LPV) e não se preocupe em cometer erros. Isso é muito útil, pois é quase como escanear um texto e depois olhá-lo na foto. Isso ajuda a entender o que a passagem está tentando transmitir antes de você realmente a ler, permitindo que você saiba o que vem a seguir. O mesmo ocorre com a música. Isso pode ajudá-lo(a) a parar de cometer erros.

6) Preste muita atenção em seus erros. Não olhe para eles como um fardo, mas sim como um tapinha no braço informando o que se deve evitar na próxima vez.

7) Repare se você está tocando de acordo com a fórmula de compasso. Por exemplo, se a fórmula de compasso for 4/4, você deve verificar as notas em cada barra que for tocar. Isso pode ser útil porque ajuda a julgar o quão rapidamente ou lentamente uma nota deve ser tocada; porém, depois que você executar bem uma peça, não há mais necessidade de a mesma ser verificada.

8) Toque na frente de amigos e familiares. Pode ser um pouco difícil no começo, principalmente para aquelas pessoas que são tímidas ou não têm confiança. Mas ajudará na execução, e você se tornará melhor e mais confiante quando tiver que tocar em público.

9) Peça para outra pessoa tocar a peça que você está praticando. Por exemplo, um pianista muito mais avançado ou um professor de piano poderá te ajudar com isso. Ao ouvi-lo tocar, você poderá entender como a peça deve ser tocada, e dessa forma evoluir cada vez mais.

10) Concentre-se e tente tocar a peça corretamente. Muitas pessoas se sentem bem e tocam perfeitamente quando estão sozinhas, mas quando precisam tocar na frente de outras pessoas, não se saem tão bem. Tente não tocar muito rápido ou muito lento com o intuito de impressionar o público ou você mesmo. Manter um ritmo mais confortável o(a) ajuda a se concentrar e não cometer erros. Quando você se sentir confortável com a peça naquele ritmo, aí sim poderá acelerar ou diminuir, dependendo da peça.

Confira abaixo mais algumas dicas muito importantes:

  • Tente primeiramente tocar com as mãos separadas até se familiarizar com as notas e timing certo.
  • De vez em quando grave-se tocando. Isso torna mais fácil ver/ouvir os seus próprios erros. Você também pode se surpreender com o seu talento!
  • Tente “sentir” a peça. Leia o título ou a descrição (se houver) ou pesquise a peça online. Isso o(a) ajuda a tocar melhor porque você sente a emoção, e, quando for tocar, será capaz de reproduzir a canção da maneira esperada.
  • Tente tocar de forma constante. Por exemplo, se uma peça for calma e melancólica, permaneça assim até o fim; não tente modificar para que você não pareça desajeitado(a). Isso o(a) faz parecer muito mais profissional, especialmente na frente de uma plateia.
  • Nunca deixe de praticar! Este é o passo mais importante na tentativa de ser um pianista melhor. Treine sempre, não importa se sejam 10 minutos por dia, ou quatro horas, apenas treine!
  • Tente tocar uma peça corretamente de primeira, como se tivesse praticado antes. Pode parecer algo obscuro no início, mas ajuda a destacar o seu trabalho.
  • Usar uma boa música no conversor de piano é uma boa maneira de tocar piano, caso você não esteja acostumado à partitura.

Não deixe de praticar! A rotina não é realmente necessária – basta tocar quando você sentir que precisa tocar. Porém, tente praticar todos os dias se quiser melhorar como pianista! Se você praticar um dia e voltar a praticar só uma semana depois, não irá fazer nenhum progresso, e os seus dedos irão ‘enferrujar’.

Locação de Pianos em Santos | São Vicente | Cubatão | Guarujá | Praia Grande | Bertioga | Itanhaém | Mongaguá | Peruíbe | Baixada Santista | São Paulo | Casa dos Pianos Locação de Pianos em Santos | São Vicente | Cubatão | Guarujá | Praia Grande | Bertioga | Itanhaém | Mongaguá | Peruíbe | Baixada Santista | São Paulo | Casa dos Pianos
2020-10-06T08:11:05+00:00